Iarley, Alex, Sobis: ídolos afastam Inter da Libertadores

Posted on novembro 7, 2011 por

0


É como se o futebol resolvesse cobrar do Inter a conta de tantos títulos nos últimos anos. Se o time colorado não está na zona de classificação para a Libertadores, é, em grande parte, por causa de três dos principais responsáveis pela década de ouro do clube gaúcho. Três ídolos, três gols, três punhaladas: Iarley, Alex e Rafael Sobis machucaram a caminhada vermelha no Brasileirão.

Rafael Sobis silencia após fazer o gol da vitória do Fluminense no Beira-Rio 

Começou já na segunda rodada do Brasileirão. Iarley ainda defendia o Ceará. Pois o clube nordestino viajou ao Beira-Rio e, com gol do atacante campeão mundial pelo Inter, venceu o jogo. O atleta cabeceou, viu a bola encostar nas redes e abriu os braços, como quem diz: “O que eu posso fazer?”.

Depois daquela derrota por 1 a 0, o Inter teve altos e baixos no Brasileirão. E aí veio outubro, com a perspectiva clara de entrada no G-5. E veio o jogo contra o Corinthians. E veio uma vitória que virou empate aos 44 minutos do segundo tempo. Alex, que tantas pancadas de longe deu a favor do Inter, agora fez contra. O chute dele passou por Muriel. Era mais um campeão mundial fazendo gol no Inter.

O novo golpe surgiu neste domingo. Rafael Sobis, bicampeão da Libertadores pelo Inter, apareceu no Beira-Rio pela primeira vez como adversário. Foi um gol dele que deu ao Fluminense a vitória de 2 a 1. A exemplo de Iarley, a exemplo de Alex, ele não comemorou.

– Pode ter certeza que estou com uma dor muito forte no meu coração, mas não pela vitória do meu time. Tenho uma dorzinha no peito de atrapalhar as chances de Libertadores do meu time. Preferia que o gol fosse de outro – disse Sobis depois do jogo.

Em um raciocínio direto, sem contar as outras mudanças que os jogos teriam se os ídolos colorados não tivessem feito os gols, o Inter perdeu quatro pontos nos lances: um no de Iarley, em um empate que virou derrota, dois no de Alex, em uma vitória que virou empate, e outro no de Sobis, em um empate que virou derrota. Sem os gols, o Colorado estaria na zona de classificação para a Libertadores.

Se forem considerados outros campeonatos, aumenta a lista de gols marcados por ídolos colorados. Fernandão, no ano passado, marcou no Beira-Rio pelo São Paulo. Gamarra, em 1998, fez o mesmo pelo Corinthians. Alexandre Pato anotou um pelo Milan no Torneio de Munique.

A derrota para o Fluminense derrubou o Inter para o sétimo lugar no Brasileirão, com 51 pontos, a quatro do G-5. O time de Dorival Júnior volta a campo domingo, contra o Cruzeiro, em Sete Lagoas.

Posted in: Futebol