Chateado, Miralles trabalha para ganhar mais chances: “Tenho que fazer meu melhor”

Posted on setembro 22, 2011 por

0


Argentino, que entrou no segundo tempo contra o Botafogo, esclarece que não tem problemas no vestiário

Contratado quando Renato ainda era o técnico do Grêmio, o atacante Miralles hoje não figura como primeira, nem segunda opção, sendo que às vezes não fica nem no banco de reservas. Depois da passagem curta de Julinho Camargo, Celso Roth assumiu o comando e optou por outros jogadores para atuar do meio para a frente. Tentando recuperar seu espaço, o argentino trabalha em silêncio com o objetivo de ganhar novas chances. Na noite desta quinta, no Olímpico, ele entrou no segundo tempo.

Ao sair de campo, com o time derrotado por 1 a 0 pela 25ª rodada do Brasileirão, Miralles não escondeu que está chateado com sua atual situação. No entanto, se mostra compreensível ao momento da equipe, com novo treinador e novo esquema de jogo.

— O treinador está usando outros companheiros, está jogando com um esquema tático um pouco diferente, mas não tem problema. Espero minhas possibilidades. Hoje entrei 15, 20 minutos e tratei de fazer o melhor. Depois no fim do ano vamos analisar o que vai se passar. Não temos que precipitar as coisas, o futebol muda muito, ainda falta para chegar dezembro — comentou.

O atacante assinou por três anos com o Grêmio, que levou a melhor na negociação com o Colo-Colo. O Santos também estava na disputa por Miralles. Foi o próprio jogador que optou pelo Olímpico.

Com a ida para a reserva, combinada com declarações fortes de Roth, de que Miralles e Lúcio deveriam evoluir “em todos os sentidos” para voltarem a ganhar oportunidades, o argentino preferiu explicar alguns boatos que ouviu durante este período:

— Não tenho nenhum problema com os companheiros. Escutei muitas coisas, mas que fique claro ao torcedor que não tenho problema. Claro que qualquer jogador que não joga não vai ficar feliz. É normal. O Grêmio me chamou para jogar, trocou o treinador que me trouxe, e agora tenho que fazer meu melhor, como venho fazendo. É difícil entrar em um jogo perdendo, tem que seguir — desabafou.

No dia a dia, Miralles trabalha quieto, sem externar à imprensa o que pensa e o que sente, procurando se concentrar nos treinamento, com o objetivo ganhar novamente uma sequência de jogos.

— Não falo de oportunidades. Eu trabalho, treino, e quando me chamam para jogar, jogo. Não falo pela imprensa se tem algum problema, fico calado e trato de fazer o melhor — resumiu.

Para o jogo contra o Botafogo, Roth voltou a contar com Miralles no banco. Ele havia sobrado da relação que foi ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco na rodada anterior. Quem ficou de fora nesta quinta foi Leandro. Segundo o treinador, por questão técnica.


Marcado: ,
Posted in: Futebol