Gustavo chora no STJD e pega pena mínima por soco em Liedson: 4 jogos

Posted on setembro 21, 2011 por

0


Auditores se dizem sensibilizados com o depoimento emocionado do zagueiro, que sai no lucro do Tribunal

Em julgamento realizado pela Terceira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na noite desta quarta-feira, o zagueiro do Flamengo Gustavo foi punido por quatro jogos pelo soco que deu no atacante Liedson, do Corinthians, durante jogo realizado no dia 8 de setembro, no Pacaembu. Denunciado com base no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – “praticar agressão física durante a partida” – o “Geladeira” foi defendido pelo advogado Martinho Miranda e pegou a pena mínima (a máxima seria de 12 partidas).

Gustavo foi liberado do jogo contra o Atlético-MG, também nesta quarta, em Sete Lagoas-MG, para comparecer ao julgamento. No seu depoimento, disse que foi ofendido e ameaçado pelo camisa 9 corintiano. Alegou ainda que, aos 25 anos, estava nervoso por conta da importância da partida. Enquanto falava, se emocionou e começou a chorar.

– Na hora do lance, eles estavam na formação da barreira e teve um discussão. Nisso, o Liedson falou que eu era um morto de fome e disse que ia dar na minha cara. Não hora que eu recebo a cotovelada, não deu para ver quem foi. Como ele havia me ameaçado, pensei que fosse ele e revidei. Comecei no Tigres do Brasil, passei pelo Ipatinga, Duque de Caxias, CRB e agora estou no Flamengo (esqueceu de citar o Boavista). Foi o primeiro clássico da minha carreira. Foi o jogo que eu tinha a oportundiade da minha vida e acabei errando. Me senti muito envergonhado quando cheguei na concentração, pois minha mãe me ligou me cobrando dizendo que não foi essa a educação que ela me deu. Estou envergonhado por esse ato covarde – disse o jogador no julgamento, segundo o site Justiça Desportiva.

Durante a defesa, o advogado do atleta não contestou as imagens, mas disse que, se fosse para machucar, Gustavo, que é destro, não teria usado a mão esquerda. Lembrou ainda que Liedson decidiu a partida (o atacante fez os dois gols da vitória do Timão por 2 a 1, de virada) .

– Ele não é canhoto. Se quisesse causar lesão no jogador, ele teria dado o soco com o braço direito. E vale ressaltar que o Liedson não precisou de atendimento médico e inclusive fez o gol do jogo – afirmou no julgamento.

Um dos auditores mostrou-se sensibilizado com as palavras de Gustavo. José Fernandes disse que estava com o coração partido, mas que não poderia votar pela emoção. Ele também votou pela pena mínima.

Com o resultado, o defensor, que é reserva de Vanderlei Luxemburgo, está fora dos jogos contra Atlético-MG, América-MG, São Paulo e Fluminense. Esta última partida será disputada em 9 de outubro.